CÂMARA CONCEDE HONRARIA AO PROFESSOR ELIAS CRUZ.

por Assessoria CMI publicado 01/10/2019 10h26, última modificação 01/10/2019 10h26
Em sessão especial, na tarde desse dia 30 de setembro de 2019, no plenário da Câmara Municipal de Itacoatiara, foi realizada cerimônia de entrega do Título de Cidadão Itacoatiarense ao professor da Escola de Contas Públicas, Elias Cruz. A comenda foi solicitada pelo presidente da Casa, Aluísio Isper Netto e aprovada por unanimidade pelos vereadores. Em sua justificativa, A. I. Netto destacou a importância dos cursos ministrados pela Escola de Contas Públicas do TCE, aqui em Itacoatiara, fato que tem tornado parte da população bem mais esclarecida sobre seus direitos, deveres e a forma como funciona o serviço público e, por conta disso estão mais atentas e eficazes na hora de fazer cobranças e reivindicações. Ele ressaltou algumas qualidades do homenageado como a competência, capacidade de ensinar e a humildade, porque se dirige aos alunos com respeito, colocando-se no mesmo patamar, o que faz com que nenhum aluno se sinta inferiorizado. Netto ressaltou que a homenagem é mais do que merecida.

O presidente da Escola de Contas Públicas do TCE, Felipe do Vale enfatizou o carisma e a competência do professo Elias Cruz, que suas aulas sempre atraem muitos participantes, sobretudo aqui em Itacoatiara. Falou que estava feliz e que realmente o mesmo é merecedor desse título.O professor Elias Cruz expressou sua honra, satisfação e alegria pela homenagem e fez questão de dividir a conquista com todos os integrantes do TCE e da Escola de Contas Públicas. Parabenizou a Câmara por fazer a transmissão das sessões pela Internet, o que possibilita às pessoas acompanharem os trabalhos dos parlamentares.

Sobre a transparência, ele frisou que o acesso à informação é garantido, mas, é fundamental saber o que fazer com as informações, daí, pois, a importância da Escola de Contas Públicas, porque, com seus cursos ajudam e esclarecem às pessoas a forma certa de usar as informações. Ele finalizou relembrando que sua história com Itacoatiara começou em 1969, quando seu pai recebeu uma proposta para trabalhar em Cuiabá ou em Itacoatiara e, por questão de logística, optou por Cuiabá, senão, ele teria nascido aqui em Itacoatiara. Entretanto, ele ressaltou que o importante é que agora tornou-se cidadão itacoatiarense.