MAIO AMARELO EM DEBATE NA CÂMARA

por Assessoria CMI publicado 14/05/2019 23h00, última modificação 24/05/2019 09h55

No final da tarde desse dia 15 de maio de 2019, no plenário da Câmara Municipal de Itacoatiara, aconteceu audiência pública para falar sobre o movimento Maio Amarelo, objetivando encontrar soluções e alternativas para os problemas no trânsito de Itacoatiara.

maio amarelo 15.05 (3).jpegA audiência aconteceu atendendo a um requerimento do vereador Joanilson Mendes, aprovado por unanimidade.
Presentes os vereadores, Dário Nunes, Joanilson Mendes, Bosco Rodrigues e Francisco Rosquilde; Bispo da Prelazia de Itacoatiara, Dom José Ionilton; presidente do IMTT Francisco Grana; presidente adjunta do IMTT, Cristiane Oliveira; coordenador do movimento Maio Amarelo no Amazonas e perito de trânsito, Haniery Mendonça; agente do DETRAM em Itacoatiara, Sônia Olímpio e o Major Carlos Lisboa, representando o comando do 2° BPM. Além de outras pessoas no plenário. Um dos pontos apontados foi a falta de comprometimento da sociedade itacoatiarense em obedecer às Leis do Código Nacional de Trânsito, visto que há muitas pessoas que dirigem veículos sem serem habilitadas, sem capacete, que avançam sinal vermelho, que usam celular enquanto dirigem, apesar das várias campanhas realizadas de educação no trânsito.


maio amarelo 15.05 (4).jpegOs representantes do IMTT abordaram as várias campanhas e atividades que tem feito nos últimos anos.
O perito em trânsito Haniery Mendonça explicou que o maio Amarelo não é uma campanha e sim um movimento, que surgiu no Brasil e está se expandindo para o mundo, cujo objetivo é chamar a atenção da sociedade para o número alarmante de acidentes.


Foi falado também sobre várias irregularidades que acontecem em Itacoatiara, como veículos, sobretudo motocicletas, que trafegam sem placa; várias rodoviárias improvisadas em pontos alternativos da cidade; proprietários de ônibus e caminhões que fazem da rua suas garagens; oficinas mecânicas que não tem estruturas adequadas e fazem os consertos dos veículos estacionados na rua; melhoria da malha viária e da sinalização.


Foram apontadas algumas soluções para os problemas apresentados, por isso ficou estabelecido uma nova reunião com os representantes de cada órgão, a fim de dar encaminhamentos e acompanhar as medidas que serão tomadas.