RESUMO DA SESSÃO ORDINÁRIA DO DIA 03 DE AGOSTO DE 2020

por Assessoria CMI publicado 03/08/2020 00h00, última modificação 25/08/2020 11h05

- Na sessão do dia 03 de agosto de 2020, a tribuna cidadã foi ocupada pela Agente Comunitária de Saúde – ACS, Eucilene Martins Rebelo, que pediu uma explicação dos vereadores sobre o Lei Municipal 427 de junho de 2020, que trata sobre a suspensão da cobrança dos empréstimos consignados, dos funcionários públicos municipais, durante o período de pandemia. Ela, disse que os bancos não respeitaram e descontaram as parcelas, o que prejudicou todo o orçamento planejado por eles. Ela disse que os ACS estão precisando da ajuda da Câmara nesse momento, para resolver essa situação.

- O vereador A. I. Netto disse para a representante dos ACS, Eucilene Martins, que eles terão todo o apoio da Câmara.
Netto mencionou também o ofício recebido da Promotora de Justiça de Itacoatiara, solicitando um relatório de acompanhamento, da Comissão da Covid-19, detalhando convênios e contratos firmados pela Secretaria de Saúde e Prefeitura. O vereador ressaltou que a Câmara já havia solicitado esses documentos da SEMSA e como já os recebeu, vai enviá-los digitalizados para a promotoria.
Voltando a falar sobre o problema dos descontos dos empréstimos, Netto disse que já estão em trâmites as contestações, na justiça, contra a decisão dos bancos de realizar os descontos dos empréstimos, em desacordo com a Lei Municipal 427 de junho de 2020. Ele ressaltou que a Lei pode ser contestada, mas não descumprida.

 

- O vereador Richardson do Mutirão, abordando sobre o problema do desconto dos empréstimos consignados, disse que o Bradesco é um banco podre, que não tem respeito para com os correntistas, que é um dos piores bancos presentes em Itacoatiara. Não tem um atendimento adequado e a maioria dos caixas eletrônicos não funcionam. “O Bradesco presta um desserviço em Itacoatiara”, completou o vereador.
Sobre a CPI da saúde, Richardson disse que estão acontecendo as reuniões e que recebeu as documentações solicitadas da SEMSA, que são mais de 1.500 páginas de documentos para serem analisadas. Por isso, ele voltou a pedir assessoria contábil e jurídica para ajudar na verificação do material recebido.
Ele adiantou que na sexta feira (07) já começarão a ser ouvidos os servidores da SEMSA. E que também foram pedidas as folhas e livros de pontos de todas as UBS, isso porque, nos últimos 3 meses, foram contratados mais de 300 funcionários para trabalhar no período da pandemia.
Richardson finalizou dando destaques para as emendas parlamentares conseguidas pelo deputado Cabo Maciel e que já foram executadas, como no caso da fábrica de farinha da Comunidade São Raimundo do Curuçá, além de lanchas para trazer a produção para a cidade. Ele assegurou que a intenção é estender esses benefícios para outras comunidades, porque recursos têm no estado.

 

- O vereador Bosco Rodrigues falou que o setor primário de Itacoatiara não tem como competir com Santarém, por exemplo. Aqui os agricultores ainda trabalham com terçados, machados e enxadas, enquanto lá tudo é mecanizado. Ele destacou ainda a necessidade de trazer o SENAR e a EMBRAPA, a fim de aplicar cursos e especializações para melhorar a produtividade do setor primário.
Bosco lembrou que o manejo do Jacaré é um projeto que ele não se cansa de falar, apesar das críticas, porque é algo que vai gerar emprego e renda, quando for efetivado.
Ele agradeceu deputados estaduais, federais e senadores pelas emendas que tem destinados para Itacoatiara e reiterou que nosso município está sendo preparado para o desenvolvimento, pois estão sendo construídos portos e o linhão de Tucuruí já está se concretizando. “Eu acredito no futuro de Itacoatiara”, finalizou.

 

- A vereadora Cheila destacou que é muito satisfatório falar dos trabalhos já concretizados ou que estão sendo executados. Ela ressaltou que as pessoas que acompanham as ações do parlamento sabem do trabalho dos vereadores.
A vereadora disse que a malha viária é muito importante, porém é necessário destacar outras ações que também são significativas, para outras parcelas da população, como um poço artesiano na zona rural. Ela voltou a dizer que muitas pessoas podem até achar pouco ou criticar a obra de um poço artesiano, porém, para aqueles que passaram muito tempo consumindo água não potável, certamente tem muito significado.
Cheila frisou que o trabalho nunca para, não acaba, ele é contínuo. Por exemplo, depois do poço é preciso lutar pela rede de distribuição de água. Portanto, nossa luta é contínua, sempre buscando o melhor para o povo.

 

- O vereador Francisco Rosquilde reiterou que vai pedir audiência pública para tratar sobre o aumento abusivo do preço do tijolo em Itacoatiara e do desabastecimento desse produto no município, o que tem prejudicado a construção civil aqui.
Ele adiantou que o dia solicitado será 26 de agosto de 2020, às 16h e que vai pedir a presença do PROCON de Manaus, do Ministério Público, da Associação Comercial de Itacoatiara, do Setor de Tributação do Município, da Prefeitura, dos sindicatos e da Comissão de Defesa do Consumidor da ALEAM.

 

- O vereador Bernardo Santiago falou sobre a importância da construção da ponte do Ipixuna, no Rio Arari, e que há pessoas que entraram na justiça para embargar o processo licitatório. Ele disse que espera que isso não atrapalhe o andamento dessa obra, que é de suma importância para o povo daquela região.

 

(Reprodução autorizada mediante citação)

O Conteúdo da Câmara Municipal de Itacoatiara é aberto e pode ser reproduzido, desde que a fonte "site institucional da Câmara Municipal de Itacoatiara-Am" seja citado.