RESUMO DA SESSÃO ORDINÁRIA DO DIA 25 DE NOVEMBRO DE 2019

por Assessoria CMI publicado 25/11/2019 10h05, última modificação 03/12/2019 15h36

- O vereador Richardson do Mutirão lembrou que na semana passada denunciou a falta de pagamento dos funcionários da Secretaria Municipal Saúde, mas que já foi solucionado, entretanto ele chamou a atenção para os médicos da Cooperativa, que estão há quatro meses sem receber seus salários. Ele ressaltou que gostaria de saber se a secretária Keith ficasse sem receber durante quatro meses, se ela continuaria trabalhando na secretaria.

Richardson frisou que essa não é a melhor forma de tratar os profissionais da saúde. Ele disse que conversou com pessoas da Cooperativa e com os médicos, que pediram que ele pudesse interceder por eles, pedindo que a Prefeitura pague os montantes que estão atrasados.
O vereador ressaltou que infelizmente esses atrasos já se tornaram rotineiros e que não há razão para isso, pois os recursos vêm fundo a fundo, todos os meses. Na opinião dele a folha de pagamento pode estar inchada.
Ele destacou que é preciso entender que esses profissionais têm seus compromissos a pagar e não podem ficar trabalhando sem receber.
Richardson finalizou relembrando que há um ano, nesse mesmo dia 25 de novembro, durante audiência pública sobre a Rua Borba, o prefeito Antonio Peixoto prometeu da tribuna, que os serviços recomeçariam do dia 1º de dezembro de 2018. Coisa que não se concretizou, por isso, Richardson disse que vai esperar, mas caso não seja feito nada, até domingo dia 1º de dezembro de 2019, aí, na segunda-feira, dia 02 ele vai levar um bolo para cantar parabéns na tribuna, como forma de simbolizar o maior bolo que o prefeito já deu para o povo da Rua Borba.
Richardson ainda fez apelo para que a SEPROR possa realizar o mais breve possível, antes do inverno, a recuperação dos ramais de Itacoatiara, caso contrário, quando chegar o inverno os mesmos ficarão intrafegáveis.

- Em aparte ao discurso do vereador Richardson do Mutirão, o vereador Francisco Rosquilde garantiu que vai conversar com o prefeito Antonio Peixoto, sobre o atraso no pagamento dos médicos, a fim de ver o que está acontecendo. Saber por que a Prefeitura não está repassando os recursos e, caso esteja efetuando os repasses, por que a Cooperativa não está pagando os médicos. Rosquilde ressaltou que é inadmissível 4 meses sem repasse dos pagamentos.

 

- A vereadora Cheila Moreira abordou sobre a violência contra a mulher, pelo fato de o dia 25 de novembro ser O DIA DE NÃO VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES. Ela revelou que fica triste com a fala de algumas mulheres, que não deveria vir delas, pois alegam que vão denunciar, mas depois vão perdoar seus agressores e outras que, muitas vezes, querem justificar a violência e dizem: “alguma coisa ela fez para ele, para estar sendo tratada dessa forma”.
Cheila lembrou da conquista que foi a instalação da CASA DE MARIA aqui em Itacoatiara, que foi a primeira do Estado do Amazonas, que agora é referência para outros municípios. Ela ressaltou que a Casa de Maria atende também crianças e idosos vítimas de violência.
Cheila incentivou os movimentos a continuarem lutando, a fim de conquistarem novos objetivos e citou a Lei que foi aprovada recentemente pela Assembleia Legislativa, de autoria do deputado Cabo Maciel, que trata da obrigatoriedade de ter viaturas específicas e com profissionais treinados, para tratar dessas questões envolvendo a violência contra a mulher.
Cheila finalizou destacando números que mostram que o Estado do Amazonas e, particularmente, Itacoatiara tem altos índices de casos de violência contra mulheres.

 

- O vereador Joanilson Mendes parabenizou a vereadora Cheila Moreira pela pauta trazida à tribuna e ressaltou que essa causa não deve ser apenas das mulheres, mas, sobretudo dos homens, afinal, ele disse que até hoje não sabe de nenhum homem que tenha nascido de outro homem, por isso, disse o vereador, as mulheres dever ser valorizadas e respeitadas.
Sobre o atraso no pagamento dos profissionais da saúde, Joanilson ressaltou que isso não é brincadeira, que o atraso no pagamento dos médicos e outros profissionais é coisa séria, porque acaba refletindo nos atendimentos dos pacientes. Ele disse que as vezes nem se pode cobrar dos médicos melhores atendimentos, afinal, fica difícil trabalhar com salários atrasados, porque certamente eles têm compromissos financeiros a pagar.
Joanilson frisou que não tem desculpa para dizer que não se paga porque não tem dinheiro, pois todos os meses vem dinheiro para pagamento de pessoal e para equipar UBS. Ele citou inclusive uma emenda parlamentar da ex-senadora Vanessa Grazziotin, cujos valores já estão à disposição da prefeitura.
O vereador disse vai querer saber o que está acontecendo dentro da Secretaria Municipal de Saúde. Se está havendo ou não desvio de recursos, se não estiver que provem, pois não é possível vir tanto recurso para a saúde e praticamente nada ser feito. Ele disse que isso é falta de gestão e também falta de vergonha na cara. Ressaltou que no papel e nos relatórios tudo está uma maravilha, mas, infelizmente a realidade é outra.

- A representante da Casa de Maria, Tânia Chantel falou de forma resumida, das atividades que estão sendo realizadas na Instituição, até porque, ela justificou, haverá um momento específico para isso, que será no próximo dia 11 de dezembro de 2019.
Ela aproveitou para agradeceu o apoio da Câmara Municipal, para que fosse instalada a Casa de Maria, ressaltou que ainda não tinha tido a oportunidade de agradecer.
Destacou também o apoio do delegado Paulo Barros.
Tânia frisou que todos os dias elas recebem mulheres trazendo denúncias de violência contra elas e que há um índice muito alto de descumprimento de medidas protetivas, por parte dos agressores. Finalizou dizendo que o rompimento da violência doméstica tem a ver com a independência financeira das mulheres.