RESUMO DA SESSÃO ORDINÁRIA DO DIA 09 DE DEZEMBRO DE 2019

por Assessoria CMI publicado 09/12/2019 00h00, última modificação 11/12/2019 16h16

- O vereador Gutemberg Brito lamentou que os funcionários da saúde do município, até agora ainda não tenham recebido seus salários atrasados. Disse que repudia esse tipo de situação que já está virando praxe, ou seja, o prefeito fazendo tudo ao contrário do que prometeu em campanha.

 

- O vereador Bosco Rodrigues se reportou a alguns eventos realizados durante o final de semana passado, começando pela reunião ocorrida na Colônia de Pescadores Z-13, organizada pelo vereador Neguinho, que contou com a presença do vice-governador, deputados, prefeito e outras autoridades, além de centenas de pessoas, sobretudo pescadores. Disse que viu com bons olhos a união de algumas pessoas, esquecendo as cores partidárias, em favor de Itacoatiara.
Parabenizou o SEBRAE pela realização da feira de negócios, nos dias 5, 6, 7 e 08 de dezembro. Ressaltou que a entidade tem uma importância muito grande para o desenvolvimento econômico do município em todas as áreas. Ele lamentou que muitos ainda não reconheçam isso.
Bosco lembrou da audiência pública que foi realizada nesse segundo semestre, que tratou sobre a situação dos portos de Itacoatiara, mas que até o presente momento não se tem uma resposta concreta sobre aquilo que foi prometido, pois houve a promessa de que até o dia 15 de dezembro as coisas seriam resolvidas. Ele pediu que a Mesa Diretora da Casa envie um ofício ao DNIT, pedindo informações, sobretudo, quanto aquilo que está faltando para que o porto novo possa ser alfandegado.

 

- O vereador Francisco Rosquilde falou sobre a cerimônia realizada pela manhã, quando foi homenageada a senhora Edna Pacheco Gusmão, disse que se trata de uma pessoa que ao longo da vida sempre contribuiu para os movimentos culturais de Itacoatiara. Ele parabenizou a seu colega Arialdo Guimarães pela iniciativa da homenagem.
Quanto à situação dos portos de Itacoatiara, assegurou que ele e os demais integrantes da Comissão de Transportes da Casa, vão tomar providências sobre o assunto, a fim de obter informações a respeito do porto velho que continua interditado e do novo que ainda não é alfandegado.

 

- O vereador Ney Nobre tratou sobre um problema antigo que os produtores de abacaxi da Região de Novo Remanso enfrentam para vender suas produções na capital do Estado, na Feira da Manaus Moderna. Ele lembrou que até hoje não há um local definido, que os produtores passam humilhações e são tratados como clandestinos.
Ney frisou que Manaus tem a Feira da Banana e da Melancia, mesmo importando de outros estados a maior parte do que consome, enquanto que para o abacaxi, que é totalmente produzido aqui, não há uma Feira, sequer, nem um local definido para isso.
O vereador ressaltou que nos últimos dias a situação só tem piorado, pois os feirantes de Manaus estão querendo expulsar os caminhões dos produtores que ficam estacionado vendendo abacaxi. Ele disse que o deputado Sinésio Campos já agendou uma reunião com o secretário de feiras e mercados de Manaus e outras autoridades, buscando solução para o impasse. Disse que estará presente e convidou os demais colegas para estarem juntos.

 

- O vereador Richardson também lamentou o atraso no pagamento dos funcionários da saúde e dos médicos da Cooperativa, pois não vê razão para isso, haja vista que, só esse ano já foram repassados para a Secretaria Municipal de Saúde, exatos R$ 23.237.804,84 (vinte e três milhões, duzentos e trinta e sete mil, oitocentos e quatro reais e oitenta e quatro centavos). Ele lembrou que foi realizada audiência pública na semana passada, mas não foram dadas respostas satisfatórias, apenas disse me disse. Enquanto isso, os médicos da Cooperativa estão há, praticamente, 4 meses sem receber salários. Richardson ressaltou que a Secretaria vive dando vales, concede um pouco aqui, outro ali.
O vereador reportou-se ainda sobre a segunda visita do vice-governador, Carlos Almeida, em Itacoatiara, em menos de um mês. Lembrou que da primeira vez que esteve aqui, ele havia se comprometido a verificar a situação das emendas apresentadas pelo deputado Cabo Maciel, para a compra das 2 ambulâncias e que, agora nessa segunda vez, já trouxe a resposta positiva, pois os recursos já foram liberados e cabe agora à Prefeitura realizar o processo licitatório para a compra das ambulâncias, uma para o hospital outra para a Vila de Lindóia.
Richardson falou também sobre a emenda do deputado Cabo Maciel, para a compra de um micro-ônibus para o time do Penarol.

 

- O vereador Joanilson Mendes assegurou que está irmanado com a luta dos produtores da Região de Novo Remanso, que estão com dificuldades em conseguir um local, na Feira da Manaus Moderna, para vender seus produtos. Ele disse que isso deve ser tratado como um problema de Estado, pois hoje somos referência na produção de abacaxi, na Região Norte do Brasil.
Em seguida, o vereador abordou sobre a Lei Orçamentaria Anual – LOA – 2020, reportou-se à audiência realizada na quinta-feira da semana passada, quando foram colocados alguns pontos para apreciação.
Ele chamou a atenção para os valores destinados para as Secretarias do Interior, 4 milhões de reais e de Agricultura e abastecimento com 3 milhões de reais, portanto, isto é, 7 milhões para secretarias afins, o que ele considera valores razoáveis, desde que sejam aplicados.
Joanilson lembrou que em 2017 não foram feitas as reformas das feiras, pois havia o argumento de que o orçamento daquele ano tinha sido feito pela gestão passada, entretanto, relembra Joanilson, em 2018 foram destinados 3 milhões e 2019 também, os mesmos valores para a Secretaria de Agricultura e Abastecimento, com a promessa de que fariam as reformas das feiras, coisa que não aconteceu. Agora em 2020, os mesmos valores, com as mesmas promessas. Ele lembrou que nem a escada do Beco do Moura foi reconstruída. Disse que nada foi feito e que não foi por falta de dinheiro, pois recursos não faltam, o que deve estar faltando, na sua opinião, é vergonha na cara.

 

- O vereador Arialdo falou sobre a homenagem que foi feita para a senhora Edna Pacheco Gusmão, mãe do cantor Natinho, que ocorreu pela manhã. Ele lembrou que dona Edna, que completou 88 anos nessa data de 09 de dezembro, em muito contribuiu para a cultura popular da cidade. Destacou que ouviu muitos comentários positivos, que nunca tinha se visto uma homenagem tão festiva. Ele agradeceu aos colegas que aprovaram seu requerimento, pedindo a homenagem à dona Edna.