RESUMO DA SESSÃO ORDINÁRIA DO DIA 09 DE MARÇO DE 2020

por Assessoria CMI publicado 09/03/2020 00h00, última modificação 10/03/2020 08h57

- O vereador Francisco Rosquilde reiterou que nunca deixou de se manifestar sobre os mais diversos assuntos discutidos na Câmara, mesmo aqueles mais polêmicos, porque gosta do debate. Como exemplo disso, ele abordou em seguida sobre o projeto de permuta do terreno, onde seria construída a maternidade, por outro na AM -010, para a construção do parque de exposição agropecuária.
Rosquilde ressaltou que solicitou da Procuradoria da Câmara o projeto completo, porque lhe foi repassado apenas a minuta, além disso, ele quer ver as escrituras e saber o valor venal dos terrenos e também pediu que seja consultado corretores de imóveis, a fim de saber o valor comercial das referidas áreas, objetivando ver se a troca será justa. Ele disse que é necessário analisar bem o projeto com todos os detalhes, para depois não serem acusados de incompetentes.
O vereador falou que, diante daquilo que tem hoje de dados sobre o assunto, ele votaria contra o projeto, pois o que se sabe informalmente, é que o terreno da estrada tem valor muito inferior ao da área do Novo Horizonte.

- O vereador Ney Nobre assegurou que o projeto de permuta dos terrenos para a construção do parque de exposição, está sendo analisado com muito cuidado, a fim de que seja votado o mais breve possível e dentro da legalidade. Ressaltando, entretanto, que não se pode perder esse investimento de mais de um milhão de reais, que vai beneficiar diretamente o setor primário de Itacoatiara.
Ney frisou que vai ser preciso o apoio de todos que querem o bem de Itacoatiara e espera que as “forças ocultas” não atrapalhem o andamento do projeto, que vai realizar um sonho de 25 anos, que é o resgate da feira agropecuária de Itacoatiara.
O vereador relatou que esteve acompanhando o prefeito Antonio Peixoto, na Comunidade São João do Rio Preto da Eva e mais 3 localidades, para a inauguração de 4 poços artesianos e 1 ramal de 30 km de extensão, aberto pela prefeitura, junto com os comunitários. Além disso, participaram da abertura do campeonato de futebol da localidade.

- O vereador Joanilson Mendes falou que esteve acompanhando a comitiva que foi ver o terreno que está sendo proposto para a permuta da construção do parque de exposição. Ressaltou que é uma área plana que, aparentemente, não apresenta nenhum problema de ordem ambiental. Disse que uma equipe do Governo do Estado também esteve presente e deve dar seu parecer em breve.
Ele acredita que não haverá nenhum problema que possa comprometer a negociação, mas, caso haja, será buscado outro entendimento.
Apesar disso, Joanilson disse que é imprescindível que seja feita uma audiência pública, a fim de ouvir os produtores rurais e pecuaristas, pois eles precisam participar das discussões. Além do mais, as coisas não podem ser feitas de cima para baixo.
O vereador disse que esteve no último domingo (09) na região da Costa da Conceição, comunidade Coronel Serudo Martins, participando das comemorações de aniversário de 38 anos da Igreja Adventista. Agradeceu ao senhor Odilon e todos da comunidade, pela acolhida. Disse que foi muito bom estar junto deles.

- O vereador Richardson do Mutirão adiantou que estava apresentando uma moção de pesar aos familiares da senhora Yuri Leite Freire, assistente social que faleceu, vítima de acidente de trânsito, na madrugada desse dia 09 de março. Ela fazia parte da equipe “Mãos solidárias” que desenvolve trabalhos sociais em Itacoatiara.
Ele parabenizou a senhora Soraya Maciel pelas várias atividades realizadas no CETI, nesse final de semana, em homenagem ao dia internacional da mulher.
Richardson fez questionamentos ao executivo municipal, a respeito de uma obra que está sendo erguida dentro do terreno da Escola Jamel Amed. Ele pediu que seja enviado documento ao prefeito, a fim de saber que obra é essa, pois, há quem diga que se trata de um ponto de atendimento do Banco Bradesco. Ele lembrou que se for obra pública, é preciso que seja colocada uma placa com os dados e informações exigidos por lei. Entretanto, se for uma obra de particulares, o prefeito Antonio Peixoto estará extrapolando todos os limites do absurdo, porque isso caracteriza improbidade administrativa, pois não passou nada pela Câmara, pedindo autorização. Além disso, Richardson ressaltou que seria um absurdo beneficiar o Bradesco, que presta um péssimo atendimento aos seus usuários.

- O vereador Alcimar Filho disse que não poderia deixar de se manifestar sobre a visita que foi feita ao terreno, onde possivelmente será construída a nova EXPAMA. Ele louvou a iniciativa do prefeito Peixoto em apresentar esse projeto que será o resgate de um sonho dos pecuaristas de nossa região, pois, foi dada a largada para a realização de algo que vai melhorar, em muito, a vida dos pecuarista e produtores rurais de Itacoatiara. Assegurou que vai analisar com muito carinho e ver as questões legais, para que seja votado o projeto. “Se não for nessa área, vamos buscar outra, pois não podemos perder essa oportunidade”, frisou Alcimar.
Ele falou que tem recebido ligações de pais de alunos reclamando da falta de transporte escolar das escolas estaduais. Disse que tem vídeos que mostram os alunos andando a pé. Destacou que não se pode permitir que isso aconteça. Adiantou que vai procurar saber da SEDUC, por que isso está acontecendo, inclusive, salientou que já pediu ajuda do deputado Dermilson Chaga, para que possa intervir junto ao Governo do Estado, a fim de resolver essa situação.

- O vereador Arialdo Guimarães pediu ao presidente em exercício, Dário Nunes, que possa encaminhar solicitação ao Ministério Público Federal, para informar qual a situação do convênio 191/91 celebrado entre o Ministério da Saúde e o município de Itacoatiara, cujo objeto era a construção de uma maternidade, no valor de 59.100.000,00 (cruzeiros).
Ele frisou que parte do princípio de que é preciso verificar direitinho as coisas, antes de votar o projeto.
Voltou a falar que jamais seria contra a criação de uma feira agropecuária em Itacoatiara, no entanto, o que o leva a ser contra essa permuta, é porque ele quer o bem-estar do prefeito Antonio Peixoto, pois não sabe quem é a pessoa que está o orientando a fazer isso.
Arialdo ressaltou que aprendeu durante esses anos de vida parlamentar, que contra a força não há resistência, mas ele vai lutar até o fim contra essa permuta.