RESUMO DA SESSÃO ORDINÁRIA DO DIA 21 DE JULHO DE 2020

por Assessoria CMI publicado 21/07/2020 00h00, última modificação 28/07/2020 21h26

- O vereador Richardson do Mutirão elogiou o Vlog do Jota pelas reportagens que vem fazendo, mostrando a atual realidade das ruas de Itacoatiara e comparando como eram, antes da atual administração, indicando qual Itacoatiara queremos para o futuro.
Ele reiterou novamente sua preocupação com o descaso na saúde em Itacoatiara, reconheceu que as vezes se torna até chato falar sobre esse assunto, mas, não tem como ficar calado. Disse que já está com cinco dias que não tem teste para Covid no Hospital José Mendes. Enquanto isso, o Poder Executivo do Município que exige que a população não saia de casa, que use máscara e que tenha cuidados, não é capaz de um gesto simples, que é comprar os testes, a fim de disponibilizar para diagnosticar as pessoas que buscam o hospital.
Richardson revelou o quanto o município recebeu, para a saúde, de janeiro a junho de 2020, recursos do FIT, do MAC, para combate à Covid-19, recurso extra para a atenção básica, Etc. um montante de 14.732.839,34 e, apesar disso, não temos testes para saber se a pessoa está ou não com a Covid-19. Como que o município vai poder exigir da população que faça a sua parte na prevenção, se não consegue comprar os testes para Covid, apesar dos milhões que a Secretaria de Saúde vem recebendo.

 

- A vereadora Cheila Moreira falou sobre os pré-candidatos a vereadores que estão nas redes sociais fazendo suas postagens, sobretudo, com o intuito de atacar o Parlamento Municipal, achando que essa é a forma correta, para ganhar uma vaga na Câmara de Vereadores. Ela lembrou que já está no seu segundo mandato e já viu campanhas dessa forma não terem sucesso.
Disse que todos os ataques que estão nas redes sociais, são intencionais, sempre acompanhando cada grupo político, colocando tudo de ruim como se estivesse acontecido só nesses 4 anos ou 2 anos atrás. Cheila ressaltou que não cabe agora a discussão para saber quem deixou o buraco maior nessa história.
Quanto aos pré-candidatos, disse que torce para que mais mulheres possam compor o parlamento, mas, reiterou que não acredita no tipo de campanha que ofende a honra das pessoas.
Cheila reforçou que não vai admitir que falem mal dela ou que digam que ela não tem trabalho, porque ela irá para as ruas, assim que for permitido pela Lei Eleitoral e mostrará o seu trabalho.

 

- O vereador Francisco Rosquilde reportou sobre a fiscalização que está acontecendo em Manaus, por parte do PROCON, nas olarias, a fim de coibir o aumento abusivo do preço do tijolo. Alertou que isso também deve acontecer em Itacoatiara.
Ele assegurou que vai buscar informações junto ao Setor de Tributação do município, a fim de saber se as empresas estão recolhendo os impostos para o município, porque ele acha estranho os embarques acontecerem à noite, no Rio Urubu.
Disse que hoje o milheiro do tijolo está sendo vendido a 1.200 reais, com prazo de entrega de 60 dias e que a prioridade é vender para fora de Itacoatiara. Ratificou que está na Câmara para defender o direito dos consumidores e da população. O vereador assegurou que vai agir assim até o dia 31 de dezembro, ou seja, do mesmo jeito que faz desde o dia que entrou para o parlamento.
Se o povo entender que ele deve continuar, ele vai sempre honrar seu mandato.
Lembrou de outra luta sua, que é a compra do aparelho de hemodiálise para o Hospital José Mendes.

 

- O vereador Bernardo Santiago confirmou o que seu colega Rosquilde falou sobre o problema do preço do tijolo, disse que a igreja a qual ele faz parte comprou tijolos com prazo de entrega previsto para 90 dias. E quanto a preferência da venda para fora de Itacoatiara, Bernardo questionou – será que o dinheiro dos itacoatiarenses tem menos valor do que os de fora?
O vereador ressaltou que essa pandemia serviu para que muitos empresários se aproveitassem da situação, para vender seus produtos mais caros, como no caso do cimento, dos medicamentos e também dos alimentos. Mas ele acredita que isso não vai demorar para passar.

 

- O vereador Ney Nobre salientou que a dor nos faz ser mais fortes, que o medo nos faz mais corajosos e que a paciência nos torna mais sábios. Falou isso para dizer que esse momento de críticas em período eleitoral é normal, que ele tem certeza que está cumprindo seu papel como vereador.
Reforçou que tudo isso é normal em período de eleição, afinal, são centenas de candidatos querendo uma vaga, aí dizem que os vereadores não fazem nada, entretanto, ele observa o desespero de muitos que pretendem chegar até o parlamento.
Ney falou da sua luta para fortalecer o setor primário, lembrou do embate que travou, junto com outros colegas, para que não fosse criada a APA do sauim de coleira, que iria prejudicar uma das áreas mais produtivas de Itacoatiara, que é a região de Novo Remanso.
O vereador ressaltou que sabe da luta e das dificuldades dos produtores rurais, porque também é produtor rural. E para aqueles que acham que o ofendem mandando plantar abacaxi, ele reiterou que não vê problema nenhum em sair da Câmara para plantar abacaxi, porque, o abacaxi é sinônimo de riqueza, tem a cor do ouro e é uma cultura que alavanca o desenvolvimento do município.
Ney falou um pouco, de como começou e se desenvolveu a cultura do abacaxi em Novo Remanso, disse que se orgulha em fazer parte dessa história.

 

- O vereador Bosco Rodrigues destacou que está preocupado com essa questão do aumento do preço do tijolo, entretanto, não pode jamais, deixar de ressaltar que esse setor gera emprego e renda para o município, que por isso, precisam ser ouvidos, a fim de que possam explicar, por que está ocorrendo esses aumentos.
O vereador, porém, ressaltou que com isso não está sendo favorável a esse aumento, mas entende que devemos incentivar novas empresas a se instalarem aqui.
Disse que tudo isso poderia ser amenizado se nós já tivéssemos o PROCON Municipal instalado em Itacoatiara, porque assim, estaria fazendo fiscalização não apenas nas olarias, mas também nos grandes supermercados, nos postos de gasolina e na Amazonas Energia.
Disse que a Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara, que ele preside, poderia ser mais atuante se tivesse assessoria jurídica. Ele falou que vai aceitar a oferta do seu colega Rosquilde, que se prontificou em ajudar com seus serviços advocatícios de forma gratuita.

 

(Reprodução autorizada mediante citação)

O Conteúdo da Câmara Municipal de Itacoatiara é aberto e pode ser reproduzido, desde que a fonte "site institucional da Câmara Municipal de Itacoatiara-Am" seja citado.