RESUMO DA SESSÃO ORDINÁRIA DO DIA 25 DE AGOSTO DE 2020

por Assessoria CMI publicado 25/08/2020 00h00, última modificação 31/08/2020 15h22

- O vereador Francisco Rosquilde falou sobre a audiência pública do próximo dia 28 de agosto, para tratar sobre a questão do alto valor do preço do tijolo e do desabastecimento desse produto em Itacoatiara que, segundo ele, tem prejudicado as construções em nossa cidade, devido a falta do produto. Ele disse que Itacoatiara hoje está refém de uma única olaria, que dá prioridade para vender para a capital Manaus e para o Estado do Pará.
Rosquilde ressaltou que nesse momento a Litiara está prestando um desserviço, porque não está acompanhando com sua estrutura, o desenvolvimento de Itacoatiara, pois as construções estão sendo retardadas e não se pode nem reformar casas, por causa da falta de tijolos. Ele disse que vai questionar da Secretaria Municipal de Tributação, se a empresa está pagando os impostos.
Falou que é um absurdo sair de 430 reais, o valor do milheiro de tijolos no início do ano, para mil reais hoje. Ressaltou que não está perseguindo nenhuma empresa, mas não pode deixar os cidadãos itacoatiarense sendo explorados.
Rosquilde abordou também sobre a entrega do porto antigo que voltou a funcionar, porém, segundo ele, a obra foi malfeita e está inacabada. Ressaltou que a parte inferior, que foi o objeto da interdição, continua do mesmo jeito, tendo sido feito apenas uma pintura e foi dado como novo.

 

- O vereador Bosco Rodrigues anunciou que o Governo do Estado está interessado em incentivar o plantio do café conilon no município de Itacoatiara, que por conta disso, empresários de Vitória - ES, de Minas Gerais, já estão em Itacoatiara buscando áreas para começar o plantio, porque há mercado garantido para o produto. Bosco disse que a empresa Três Corações assegurou que vai comprar toda a produção daqui. Ele disse que se sentia muito feliz em anunciar essa boa nova.
Aproveitou para falar ao seu colega Rosquilde sobre a questão do tijolo. Ele revelou que esteve na empresa Litiara e constatou que não é mil reais o valor do milheiro que, na realidade, está sendo vendido a 620 reais para o consumidor final e a 580 reais, para os comerciantes que revendem. Que eles vendem para Manaus, porque tem contrato a cumprir.
Reiterou sua opinião sobre o funcionamento do porto antigo, que foi recém-inaugurado, mas que está funcionando de forma precária, porque não recebe embarque e desembarque de cargas, apenas de passageiros.
Ele finalizou falando sobre o projeto da volta da EXPAMA, pediu que a Mesa Diretora possa colocar o projeto em votação, para a permuta do terreno e que cada um vote de acordo com sua consciência, ou contra ou a favor. Bosco disse que o terreno da Meteorologia já foi cedido para a Prefeitura, que lá poderá ser construída a maternidade. O vereador disse que é preciso aproveitar essa oportunidade para termos de volta nosso parque de exposição, tão necessário para nossos produtores.

 

(Reprodução autorizada mediante citação)

O Conteúdo da Câmara Municipal de Itacoatiara é aberto e pode ser reproduzido, desde que a fonte "site institucional da Câmara Municipal de Itacoatiara-Am" seja citado.