RESUMO DA SESSÃO ORDINÁRIA DO DIA 28 DE JULHO DE 2020

por Assessoria CMI publicado 28/07/2020 20h00, última modificação 28/07/2020 23h10

- O vereador Joanilson Mendes abordou sobre o dia do agricultor, que é comemorado em 28 de julho, instituído pelo presidente Juscelino Kubitschek em 1960.
O vereador destacou que a vida do agricultor é de muito sacrifício, pois acorda bem cedo para fazer o seu trabalho, a fim de que as pessoas tenham o alimento para comer. Ele lamentou que de 1960 para cá, sobretudo em nossa região, a realidade dos agricultores continua sofrida, basta olhar os ramais e estradas vicinais do no nosso município, para ter uma ideia do estado de abandono e das adversidades que o homem do campo encontra todos os dias.
Joanilson lembrou que todos os anos são realizadas apenas obras paliativas, nas estradas vicinais e ramais, que não resolvem os problemas. Em pior situação ficam os agricultores que trabalham nas áreas de várzea ou localidades como o Rio Arari que, no período de seca, tem muitas dificuldades para ir e vir, pois com os rios secos e sem estradas, não tem como escoar suas produções.
O vereador questionou, o que tem sido feito pelas secretarias e órgãos do setor primário, para melhorar as condições de vida dessas pessoas.
Finalizou dando destaque para o trabalho que vem sendo desenvolvido pela Fundação Anebá, em favor dos trabalhadores rurais.

 

- O vereador Ney Nobre disse que agora em Novo Remanso, a prefeitura disponibilizou mais uma ambulância, especialmente para fazer a remoção de pacientes dos ramais e da própria vila, que tem um telefone disponível 24h para atender os chamados da população. Ele disse que isso foi uma resposta positiva do Poder Executivo, que atendeu as reivindicações da Câmara, que deu eco às reclamações do povo, que não estava satisfeito com o serviço de ambulância de Novo Remanso.
Ney ressaltou que, da mesma forma como faz as cobranças, é bom também ressaltar as coisas positivas que são realizadas. Ele disse que gostaria de ver esses serviços também em outras Vilas como Lindóia, Engenho, Sangaua, dentre outras.

 

- O vereador Francisco Rosquilde apresentou a sua solidariedade ao amigo Bosco Rodrigues, que ultimamente tem sido muito atacado nas redes sociais, com difamação e ataques a sua pessoa e familiares, por elementos que parece que tem o prazer em denegrir os vereadores. Rosquilde falou que conhece o trabalho e o esforço do seu colega Bosco, que com muita seriedade exerce seu mandato.
O vereador justificou a sua ausência na reunião da CPI da Saúde que aconteceu nesse dia 28 as 14h. explicou que estava em Manaus, na Secretaria de Políticas Fundiárias, tratando de assuntos de interesse público, por isso não chegou a tempo de participar da reunião e da votação. Mas que não tem medo do debate e não foge de suas responsabilidades.
Depois ele falou sobre a história de Itacoatiara, que a Câmara aprovou o Projeto de Lei que estabelece como feriado municipal, o dia 08 de setembro, alusivo a data de fundação do município de Itacoatiara. Rosquilde assegurou que o prefeito Antonio Peixoto vai sancionar a Lei.
Ele saudou o escritor e historiado Francisco Gomes da Silva, pelo excelente trabalho de pesquisa que foi feito, chegando à conclusão que o município de Itacoatiara foi fundado em 08 de setembro de 1683.
Que, portanto, não vai admitir que ninguém venha desqualificar esse trabalho, sobretudo pessoas que se dizem historiador e escritor, mas nunca, sequer escreveram nem um conto da Carochinha.
Rosquilde finalizou dizendo que a verdadeira história de Itacoatiara será resgatada.

 

- A vereadora Cheila Moreira relatou sobre a sua viagem à Vila Batista, no Rio Arari, acompanhando os técnicos da SEINFRA do Estado, que foram conversar com a população local, a fim de colher subsídios para a escolha do local e elaboração do projeto de construção do reservatório de água. Ela destacou que atualmente a Vila conta com cerca de 300 famílias morando lá, onde será construído não apenas o reservatório de água, mas toda a rede de distribuição e mais um poço artesiano.
Cheila adiantou que as obras do porto da Estrada do Itaubal já estão em fase de execução, que inclusive já está sendo feito o alojamento para os operários. Cheila enfatizou que todas essas obras estão sendo feitas com recursos do Governo do Estado.
Ela lembrou que foi um pedido do povo, que foi acolhido pela Câmara, que foi buscar solução, encontrando no deputado Sinésio Campos, um grande parceiro. “Isso se chama vontade política”, frisou a vereadora que acrescentou, para aqueles que podem chamar isso de algo pequeno, que essas obras são muito grandiosas e importantíssimas para a população daquela localidade.

 

- O vereador Bosco Rodrigues parabenizou os agricultores pelo seu dia e concordou com seu colega Joanilson, que ainda falta muito a ser feito, para que seja comemorado com dignidade esse dia.
Reiterou que a região do Rio Arari está muito aquém daquilo que uma comunidade precisa para produzir mais e melhor. Que há um atraso muito grande em políticas de desenvolvimento do setor primário.
Sobre a repercussão daquilo que ele falou sobre o salário do vereador, Bosco ressaltou que uma imagem vale por mil palavras. Que ele tem consciência do seu trabalho e da seriedade com a qual exerce o seu mandato.
Ressaltou que nem tudo depende dos vereadores, que a parte de execução das obras depende do Poder Executivo, que ele, particularmente, já fez muitos requerimentos e solicitações pedindo obras e serviços de melhorias, mas, nem sempre esses pedidos são atendidos.
Bosco lembrou das reivindicações que tem feito para o asfaltamento das estradas vicinais. Lembrou que uma vez ficou triste em ver um agricultor tendo que carregar uma saca de laranja, por mais de um quilômetro e meio, a fim de pegar o transporte para vir à cidade.
O vereador disse que não vai desistir, que vai continuar lutando até quando Deus e o povo quiserem, pois, são eles que vão decidir seu destino. Reiterou que é vereador por vocação.

 

- O vereador Bernardo Santiago parabenizou os agricultores que tem feito o máximo nos seus trabalhos, para trazerem alimentos para a cidade.
Santiago frisou que muitos agricultores deixaram de produzir. Ele lembra que tempos atrás, as embarcações de recreios vinham para a cidade, abarrotadas de banana, farinha e outros produtos, porém agora já não se vê mais isso, os barcos vêm com pouca produção.
O vereador disse que hoje, lamentavelmente, o processo está inverso, pois há muitas pessoas que moram no interior e vão à cidade para comprar farinha.
Ele critica o Governo do Estado, que há muito tempo não tem dado suporte para o setor primário, principalmente para Itacoatiara. Não existe incentivo para o plantio, como o financiamento e a cessão de equipamentos e máquinas para ajudar no preparo da terra.

 

(Reprodução autorizada mediante citação)

O Conteúdo da Câmara Municipal de Itacoatiara é aberto e pode ser reproduzido, desde que a fonte "site institucional da Câmara Municipal de Itacoatiara-Am" seja citado.