RESUMO DA SESSÃO ORDINÁRIA DO DIA 30 DE SETEMBRO DE 2019

por Assessoria CMI publicado 29/09/2019 20h00, última modificação 01/10/2019 13h20

- A vereadora Cheila Moreira chamou a atenção para a importância das campanhas temáticas, sobretudo na área de saúde. Lembrou do setembro amarelo, que abordou sobre a depressão e o suicídio, que é um mal que atinge atualmente muito jovens.

Cheila ressaltou que ela e qualquer agente público, não pode deixar de lutar por políticas públicas que ajudem a combater esses problemas. Reiterou que os profissionais de psicologia são imprescindíveis, para atuarem nas escolas e nas unidades de saúde. Ela salientou, entretanto, para que isso seja efetivado é necessária vontade política.
Finalizou ressaltando que é preciso agir, fazer as coisas acontecerem, a fim de que ano a ano a realidade possa ir mudando para melhor, pois, não basta apenas se vestir de amarelo, rosa ou qualquer outra cor, de acordo com as campanhas, porque isso só não basta.

 

- O vereador Francisco Rosquilde anunciou que está sendo criada mais uma entidade para trabalhar em favor das pessoas portadoras de deficiências. Trata-se da Associação Casa dos Deficientes Físicos de Itacoatiara. Ele disse que está ajudando na parte jurídica e que teve o cuidado de elaborar o estatuto, ouvindo as pessoas que estão na condição de deficientes físicos. Rosquilde ressaltou que essa nova instituição vai lutar pela criação e efetivação de políticas públicas em favor dessas pessoas.

 

- O vereador Richardson do Mutirão fez duras críticas aos serviços mal feitos pela Secretaria de Infraestrutura do Município, citando como exemplos, o bueiro da feira do Mercado Gesta Filho, que após uma semana de concluído, já está entupido de novo e transbordando água podre na Rua Borba. Além de uma vala aberta para escoar água, na Avenida Mário Andreazza, próximo a UPA. Richardson ressaltou que seria muito bom, que a Prefeitura fizesse serviços de respeito e qualidade.
Ele disse que os requerimentos apresentados pelos vereadores não têm a devida resposta, por parte da Prefeitura.
Adiantou que iria pedir vistas do projeto que trata sobre a transferência de três estradas vicinais para o Estado, pois entende que deve haver mais debate e esclarecimentos sobre o assunto.

 

- O vereador Gutemberg Brito falou sobre o contrato das ambulâncias, que se passaram praticamente três anos, pagando mensalmente 22 mil reais de aluguel por três unidades, com prestação de maus serviços, com veículos em péssimas condições de manutenção e só agora, devido à cobrança da Câmara, foi dito que vão encerrar o contrato com a empresa. Ele ressaltou que é por essa razão que é necessário estar atento e fazer as cobranças.
Finalizou abordando novamente sobre a problemática Rua Borba, cujos serviços de pavimentação e melhorias até agora não foram concluídos e nem dadas as devidas explicações, por parte da prefeitura.

 

- O vereador Bosco Rodrigues disse que é necessário sensibilizar o prefeito Peixoto, para que instale o mais breve possível o PROCON Municipal. Ele reiterou que não será um órgão de perseguição aos pequenos comerciantes, mas sim, para atuar contra os abusos dos bancos, Companhia de Energia e empresas de serviços de Internet, por exemplo, que não respeitam os direitos de seus clientes. Ele lembrou que a Câmara, há dois anos, aprovou o projeto do PROCON Municipal, faltando tão somente executar a instalação e funcionamento.
Bosco também voltou a falar sobre a necessidade da construção de uma feira agropecuária e relembrou do parque de exposição que havia da EXPAMA, com 120 currais, pista de vaquejada, galpões e outras estruturas, que foram desapropriadas para a construção daquilo, que ele considera como o maior elefante branco de Itacoatiara, que é o Centro de Eventos.

 

- O vereador Ney Nobre falou do descaso da CEAM para com os moradores da Ilha Grande do Soriano, Beija Flor e arredores, que continuam sem energia, por causa do cabo subaquático que até agora não foi consertado, mas que foi prometido, em audiência pública, que no início de setembro desse ano, com o período de vazante, o problema seria resolvido. No entanto, o vereador disse que setembro já chegou ao final e nada foi feito. Enquanto isso os ribeirinhos continuam sem energia e amargando desconforto e prejuízos.
Ney abordou sobre os problemas enfrentados pelos moradores da Ilha do Cumaru, que chegam a ficar até quatro dias sem energia. Apesar disso, a conta de luz chega todos os meses com os mesmos valores. Ele ressaltou que, além dos prejuízos com a perda de produtos como peixes e polpas de frutas, ainda há o fato de muitos aparelhos queimarem por conta das idas e vindas de energia.
Finalizou ressaltando a urgência de o prefeito instalar o PROCON Municipal.

 

- O vereador Arialdo Guimarães também ressaltou a importância do PROCON Municipal, lembrando de uma causa que um juiz deu sentença favorável a um cliente, por conta da demora no atendimento de uma agência bancária local, fato que o encheu de esperança, entretanto, outros casos semelhantes foram indeferidos pelo juizado.
Arialdo disse não entender o medo da prefeitura não querer instalar o PROCON Municipal, porque, só será punido quem estiver cometendo irregularidades e, nesse caso, quem errar que pague pelos seus erros.
Sobre o problema de energia elétrica, ele disse que o sonho do Luz para todos se tornou um pesadelo para os produtores rurais, que acreditavam que isso transformaria suas vidas para melhor. Arialdo enfatizou que a atual empresa não tem o mínimo de respeito para com os consumidores. Ele lembra que foi realizada audiência pública sobre a questão do cabo subaquático e aquilo que foi prometido não foi cumprido.
Sobre o projeto que pretende passar para a responsabilidade do Estado, as estradas de Novo Remanso, Do Engenho e do Piquiá, precisa ser bem debatido, para ver nas entrelinhas, os prós e os contras do projeto.